terça-feira, 30 de junho de 2009

MOONWALK DEMEROL

na escuridão do meu quarto
vi pela janela aberta
à imensidão do mar da noite
[em clarão entre estrelas diamantes]
Michael Jackson deslisando
num relâmpago
manto
bordado de pirilâmpagos
leve pluma
bailava cantando
Children's Corner
[Claude Debussy ao piano]
Demerol! gemia sua alma
Demerol! Demerol! suplicava
no infinito vazio espacial
suavemente elétrico
pop moon sentimentos
[catedral submersa]
contemplava a Terra
never
Neverland
never again
Demerol! Demerol!
vi subir no seu rumo
numa névoa fosforescente
de Adriana Calcanhotto
meiga prece
"Eu gosto dos que têm fome
Dos que morrem de vontade
Dos que secam de desejo
Dos que ardem"
Demerol! Demerol!
Michael Jackson sapateava
passos Charles Chaplin
o corpo se contorcia
rodopiava
subia
descia
embriagados jazz and blues
no céu melodia
e serenatas de Mozart
Demerol! Demerol!
Harlem
Morro Dona Marta
Ladeira do Pelourinho
Los Angeles
"They don't care about us"
Demerol! Demerol!
Peter Pan ao lado
brincava enigmas
soprava flauta
havia canto de crianças
grande encanto
Michael Jackson
assobiava "Black or white"
rock
funk
soul
Demerol! Demerol!
quero colocar Michael Jackson
no meu colo
para ninar o menino
que os duros adultos não entenderam
vou espantar seus medos
pesadelos
para ele dormir sereno
e cantarei baixinho
junto aos seus ouvidos
Lullaby of Broadway
"This is it"
desceu a cortina final
that is all
Demerol! Demerol!

Um comentário:

Sandra Timm™ disse...

Um gênio que se vai. Um ciclo que se fecha. A vida continua. Sempre!